quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Casamento
O presidente do Uberaba Sport Club e subsecretário de administração, Luiz Humberto Borges, vai oficializar a união com a advogada Kenia Renata. Para os desavisados: o casamento não configura nepotismo apesar dos dois trabalharem na Prefeitura de Uberaba. Antes de marcar a data do casório até o promotor José Carlos Fernandes foi consultado pelo casal. Quem também analisou a questão foi o próprio procurador-geral do Município, Valdir dias. E tem mais. Uma resolução do Conselho Nacional de Justiça respalda o casamento. Felicidade aos pombinhos!

Lei Antifumo
Fahim Sawan será o relator da Lei Antifumo - em tramitação na Assembleia Legistativa. O pedido partiu do presidente da Comissão de Saúde, deputado Carlos Mosconi. A proposta dispõe sobre a proibição do consumo de produtos derivados do tabaco em recintos coletivos fechados - Semelhante àquela em vigor no estado de São Paulo. O tucano, no entanto, já propõe uma emenda no projeto para que as multas decorrente da violação da futura lei seja destinada aos hospitais do câncer de Minas Gerais. A iniciativa, com certeza, favorece (e muito) o Hospital Helio Angotti.

Gripe
Várias críticas chegam à jornalista sobre o protocolo adotado pelo município sobre o enfrentamento da Gripe A no município de Uberaba. Uma delas é do advogado e ex-candidato à prefeito, Adriano Espíndola que avalia como temerário a forma que a doença vem sendo tratada aqui na cidade. Ele faz um comparativo da vizinha Uberlândia que possui cinco mil suspeitos com o a ausência de casos da doença em Uberaba. “Muito estranho”, diz. Para se ter um exemplo, na Justiça do Trabalho de Uberlândia, ninguém entra sem antes lavar as mãos com álcool gel. Bem diferente da realidade de Uberaba. Aqui não existe nenhuma determinação. Só orientação em qualquer local de acesso coletivo.

Esquemas
O advogado é a favor de esquemas de segurança para evitar a transmissão da gripe A, inclusive com a distribuição de máscaras em eventos públicos. Adriano Espíndola não perde tempo para alfinetar o prefeito Anderson Adauto. Para ele, o Governo Federal tem feito de tudo para esconder novos casos assim como a administração municipal - da base aliada de Lula. Companheiro é companheiro... Fornecimento de remédiosA busca por medicamentos continua rendendo ações na justiça contra o município de Uberaba. A maioria com decisão favorável. Duas condenações confirmaram liminares já concedidas para garantir em definitivo o fornecimento de remédios - negados pela Secretaria Municipal de Saúde - para pacientes que buscaram a Justiça. Ambas decisões cabem recurso somente em segunda instância.

Lançamento
O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Sérgio Resende lança hoje as obras de ampliação e reforma do Fórum de Sacramento. Em Uberaba, a construção do novo prédio ainda está em fase de licitação. No final de julho, o Tribunal de Justiça republicou o edital para a obra orçada em quase R$ 35 milhões. A abertura dos envelopes para a concorrência esta marcada para a próxima quarta-feira, dia 26 de agosto. A empresa vencedora será aquela que apresentar a proposta pelo critério menor preço.

Novo fórum em uberaba
O edital para a construção do novo fórum de Uberaba ainda prevê a participação de consórcios entre duas empresas. Somente o terreno, próximo ao Centro Administrativo da Prefeitura de Uberaba está preparado. A terraplanagem foi feita pelo município, através da Secretaria de Infraestrutura.

Agradecimentos
Esta é a segunda postagem da coluna virtual “Entrelinhas da Notícia”. E desde já agradeço as manifestações de carinho de vários leitores que acessaram o blog. A jornalista continua na cobertura farense do JORNAL DE UBERABA e na equipe de jornalismo da Rádio Uberaba. É isso aí!

3 comentários:

dubrejo disse...

Quanto ao comentário do Advogado Adriano Espindula, é preciso que seja relembrado a ele e a todos que eventualmente estão pouco conscientizados sobre a GRIPE SUINA, que está sendo orientado pelos órgãos competentes (federais, estaduais e municipais), a RESTRIÇÃO DOS EVENTOS PÚBLICOS; que as pessoas EVITEM locais de aglomeração.
Os cidadãos devem prestar atenção nos hábitos simples do dia a dia. São nesses hábitos que moram o perigo! Hábitos que para a quase totalidade da população são irrelevantes. Mas, para a medicina, são simplesmente FUNDAMENTAIS NA TRANSMISSÃO E PROPAGAÇÃO DO VÍRUS!
Seriam eles os seguintes hábitos RUINS:
• Não lavar as mãos (parte de cima e de baixo), unhas, entre os dedos ROTINEIRAMENTE E SEMPRE QUE NECESSÁRIO;
• Levar as mãos, dedos, unhas, no rosto, nariz e olhos (mucosas);
• Cumprimentar as pessoas com beijos no rosto e apertos de mão;
• Não lavar o rosto logo ao chegar da rua;
• Manter o ambiente de higienização (torneiras, pias, vasos sanitários, porta sabão e etc) sujos (contaminados);
• Espirrar ou tossir sem proteger com algum lenço descartável ou mesmo as mãos e posteriormente não lavá-las;
• Não procurar um postinho de saúde quando aparecerem sintomas normais à gripe comum e manter uma rotina normal;
E etc!
É difícil! EVITAR tais hábitos é fundamental não somente para combater a gripe suína mas para diversos outros vírus, bactérias, fungos e demais organismos patogênicos!
Evidentemente que as pessoas mais chegadas à gente como os parentes e amigos, fica difícil não cumprimentar. Mas é preciso ter mais atenção e principalmente RESPONSABILIDADE. Afinal de contas TODOS NÓS SOMOS TRANSPORTADORES DESSES ORGANISMOS E PORTANTO, TODOS NÓS PODEMOS INVOLUNTARIAMENTE TRANSMITIR ALGO A ALGUÉM!
É uma questão de Educação Básica!
Um Abraço a todos e boa sorte!
João Caldas
Secretário Geral PMDB-Uberaba-MG

Adriano Espíndola Cavalheiro disse...

Engraçado, Sr. João Caldas,o seu comentário.

Acho que Vossa Senhoria está confundindo as coisas.

Não foi o advogado Adriano Espíndola, do PSTU, que venceu as últimas eleições para a prefeitura de Uberaba, mas sim o bacharel em direito, que nunca teve coragem para advogar, Anderson Adauto, do seu PMDB.

É Anderson Adauto e não Adriano Espíndola, portanto, que precisa ser relembrado e conscientizados sobre a GRIPE SUINA, como quer o senhor, pois é o prefeito que tem poder para tomar, ao menos em parte, as medidas necessárias que o caso impõe.

Adriano Espíndola Cavalheiro

João Caldas disse...

Caro Adriano Espindula,

Desculpe se o meu comentário soou como uma “provocação”! Não tive esse sentimento e vontade! Apenas utilizei do vosso comentário - que, por certo, pode vir a ser exatamente o entendimento de vários cidadãos - para dizer que as ações de governo estão sendo tomadas e isso é inquestionável.
O que o amigo pode estar se confundindo ou talvez se valendo é das noticias das outras cidades adjacentes cuja constatação pela mídia - através de canais comuns de televisão e etc - a situação é outra, diferente da de Uberaba.
Particularmente - muito embora eu tenha uma formação em Administração, mas porém, tendo sido acadêmico de Biomedicina por 2,5 anos aproximadamente – acredito que Uberaba já tenha em circulação o vírus H1N1. Isso eu não questiono! E por isso mesmo que proferi o comentário de que comungo com as orientações das Autoridades da área, de que a maior e melhor ação de combate ao tal vírus, nesse momento, é a prevenção! Ter atenção aos hábitos comuns, do dia a dia, que eventualmente as pessoas não ligam ou não dão o devido valor. A comissão montada em Uberaba já está tomando providências! E por favor, qualquer medida aloprada e que venha a desencadear um “stress” na população de forma abrupta poderia ser sim uma ação irresponsável, gerando um desastroso canal de entrada do tal vírus! Mas não vou entrar em detalhes técnicos e também eu não teria essa autonomia e proficiência! O Corpo Técnico da SAÚDE de Uberaba É competente, consciente, responsável e sobretudo humano!
O meu posicionamento é político e eu respeito o ponto de vista de v.sa. Mas eu acho que o momento não é de palanque e sim de agregação. O senhor como sendo uma liderança partidária respeitável e nós, que também estamos nos bastidores, temos uma grande responsabilidade de buscar a conscientização de todos para que possamos ganhar tempo até que um mecanismo ou uma profilaxia letal para o vírus seja desenvolvida bem como também que o organismo Humano desenvolva defesa eficaz - o que levaria anos – ou, a bem da verdade, que as pessoas costumem-se a hábitos saudáveis culminando no fortalecimento orgânico do corpo humano,diminuindo sua vulnerabilidade!
Portanto caro Adriano, é irresponsabilidade de qualquer governo adotar ações ou ter atitudes impensadas que não virão a somar com os efetivos mecanismos técnicos, sistêmicos (protocolos) adotados para a questão em voga! Sim pois, esse vírus, como qualquer outro organismo (vírus, bactéria, fungo, e etc) veio para ficar... para se acostumar... Cabe ao ser Humano adotar mecanismos preventivos e profiláticos!
Um Abraço!
João Caldas